Blog da Morg


tic-tac…tic-tac…

Posted in 1 por Morgana Gualdi Laux em setembro 11, 2009
Tags: ,

Desde o início de nossas vidas, somos disciplinados a viver de dois modos diferentes: o primeiro com ansiedade, correndo contra o tempo, preenchendo todos os minutos com atividade reguladas pelo relógio. O segundo fica por conta de uma rebelação, ou seja, pelo não cumprimento das obrigações, pelo esquecimento das responsabilidades e pela livre vontade. É o comum “deixa para lá”. Eu optei, infelizmente, pelo primeiro desde o início da vida. E acho que muitos do que me rodeiam também.
Pode-se dizer que vivo feliz até agora, com meus quase vinte anos. Entretanto, recentemente, questiono-me sobre o transcorrer da minha existência : “O que aproveitei da minha vida?”, “O que realmente me fez e me faz feliz?”. Acabei por encontrar algumas respostas, depois de tantos pensamentos obscursos.
Perpetuamente senti o desejo crescente de esquecer tudo e de apagar todos os compromissos da minha agenda. No entanto, nunca consegui esse feito. Sempre apresentei a obrigação de responder pelas minhas ações próprias. Agora, nesse momento, observo que muito do que fiz, eu poderia ter deixado de fazer. Eu poderia ter dormido mais, ter faltado algumas aulas, ter preservado algumas amizades ou ter, simplesmente, deixado o tempo passar, sem meus livres impulsos e sem aquela responsabilidade presa a ansiedade cotidiana.
No final, sou produto de um modo de vida que atordoa os pensamentos das pessoas. Sou habituada a estudar feito robô, a trabalhar sem questionar e a produzir sem pensar. Assim como eu, outros também planejam atividades a serem cumpridas, mas ao menos sabem a razão de fazê-las. Esquecem dos amigos, de uma boa tarde de preguiça, tudo por levar em conta um modelo globalizado. Certo dia, uma professora questionou os alunos sobre o porque de realizar a faculdade de jornalismo e nenhum soube responder o motivo pelo qual escolheu o curso.
Talvez alguns saibam o porquê da Comunicação Social, mas talvez alguns só esperam o ponteiro do relógio se mover. Fazem das escolhas simples marcas de tinta em um papel, porque as escolhas são apenas responsabilidades. Marcar em um papel uma graduação, estagiar sem ter experiência, produzir matérias ou ler livros sem sentido fazem parte de um estilo de vida: o ansioso, o de atividade regulados pelo barulho inevitável do relógio.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: